6. Conheça seu valor como artista artesanal. Como entender seu valor?

Entendendo seu valor. Não deixe que as oportunidades passem por você - aja agora!

Sara entrou na cafeteria usando um longo casaco cinza sem mangas e um besouro dourado preso ao peito. Parecia mesmo um besouro de verdade! Não pude deixar de admirá-lo e toquei gentilmente o pequeno inseto feito de miçangas e lantejoulas.

"Oi! Que besouro legal! Foi você quem o fez?" perguntei, sem conseguir tirar os olhos da bela decoração.
"Sim, terminei ontem à noite", respondeu Sara.
"É maravilhoso! Como você conseguiu criar algo assim?" perguntei, intrigado.

Sara suspirou e disse: "Esses kits não estão à venda. Você só pode fazê-los em aulas de mestrado, que são bastante desafiadoras. Fico em pé o dia todo e chego em casa exausta. Preciso encontrar uma maneira de ganhar dinheiro para pagar o aluguel e as mensalidades do meu filho. O pai dele não tem me ajudado muito desde o divórcio."

Enquanto eu continuava a admirar o besouro, tive uma ideia. "Por que vocês não fazem broches como esse sob encomenda?"

"Quanto você gasta em materiais e quanto tempo leva para fazer um?"

"Bem, os materiais custam cerca de dez dólares e levo cerca de cinco horas para concluir um", explicou Sara.

Haveria pessoas interessadas em comprá-los. Eles parecem elegantes e exclusivos, destacando-se dos demais. Deveríamos pesquisar o preço de venda de broches semelhantes, analisar a concorrência e tentar", sugeri, ficando animado com a ideia de uma coleção de besouros de cores vivas.

"Tenho mais trabalhos em casa: uma libélula, outro inseto, uma coroa e um coração. Tenho cerca de 7 a 8 peças no total", compartilhou Sara.

"Ótimo! Eis o que podemos fazer", disse eu, pegando um guardanapo e uma caneta. "Primeiro, reúna todos os seus trabalhos disponíveis. Depois, vamos publicá-los no Instagram e entrar em contato com dez blogueiros diariamente, oferecendo-lhes um acordo de permuta."
Sara pareceu surpresa, mas interessada.

"Você acha que isso funcionaria? Sou tímido para entrar em contato com as pessoas. O que elas vão pensar de mim?"

"Não se preocupe, você consegue! Vamos dar uma semana. Se você entrar em contato com dez blogueiros todos os dias, terá 70 contatos até o final da semana. Desses, pelo menos dois responderão, o que lhe dará 14 oportunidades em potencial. Procure garantir pelo menos cinco acordos de permuta", eu a incentivei.

Os olhos de Sara mostravam uma mistura de choque e entusiasmo. "Está falando sério?"
"Sim, com certeza! Vamos garantir que você não tenha desculpas para não fazer isso. Se não tiver pelo menos cinco acordos até o final da semana, terá de cantar em voz alta no metrô durante a hora do rush na segunda-feira", eu disse, rindo.

Sara também riu, um pouco nervosa. "Você está brincando ou isso é uma consequência séria?"

"É sério! É só para motivá-la e mantê-la concentrada. Você tem uma semana, e eu acredito em você", eu a tranquilizei.

Com determinação, Sara apertou minha mão e disse com confiança: "Tudo bem, eu vou fazer isso!"

Saímos da cafeteria com uma vibração positiva e com o aroma do café. Sara entrou em seu carro, segurando o guardanapo com o plano de três pontos. Pareciam três passos simples, mas tinham muito potencial e significado.

Enquanto dirigia para casa, Sara pensou nas tarefas que tinha pela frente. "Certo, vamos fazer isso passo a passo. Hoje é segunda-feira. Primeiro, vou para casa e tirarei fotos do meu trabalho para o perfil. Acho que cinco horas devem ser suficientes. À noite, entrarei em contato com dez blogueiros. É assustador, mas tem que ser feito. Não quero cantar no vagão do metrô".

Sara se sentia particularmente desconfortável em ser o centro das atenções, principalmente na frente de estranhos. A ideia da "punição" a encheu de pavor. Ela começou a navegar no Instagram imediatamente para acelerar o processo, procurando blogueiros interessados em seus broches.

Os dias seguintes foram uma mistura de rejeições e respostas ocasionais. Sara ficou inicialmente desanimada, temendo palavras rudes e desrespeitosas dos blogueiros. Mas, aos poucos, ela se tornou mais resiliente e percebeu que nem todos estariam interessados em sua oferta. Ela seguiu em frente, ajustando sua abordagem.

Após três dias de testes, Sara fez algumas alterações. Ela reescreveu sua mensagem para os blogueiros e aumentou o número de tentativas diárias de contato de dez para vinte. Ela se tornou mais criativa em seu argumento de venda, concentrando-se no fascínio de seus broches.

Para sua surpresa, no dia seguinte, Sara descobriu várias mensagens não lidas. A empolgação se misturou à cautela quando ela abriu cada uma delas. Dos vinte blogueiros com quem ela entrou em contato, dois disseram sim!

"Antes, parecia irrealista, mas agora estou progredindo!" Sara pensou consigo mesma, sorrindo com uma sensação de realização.

No final da semana, ela havia firmado acordos de permuta com dez blogueiros. Sara teve que bordar dez broches e enviá-los rapidamente. Ela não conseguia acreditar como as coisas tinham mudado.

"Não posso acreditar! Vou começar a ganhar dinheiro apenas com o bordado? É inacreditável!" exclamou Sara, sentindo uma onda de alegria e confiança.

Com uma nova crença em si mesma, Sara embarcou em sua jornada empreendedora, pronta para criar lindos broches e fazer seu nome no mundo do design de joias.

Entendendo seu valor. Não deixe que as oportunidades passem por você - aja agora!

Importância de conhecer seu valor intrínseco

Como artista artesanal, você deve reconhecer e compreender seu valor para estabelecer uma carreira artística bem-sucedida. Apreciar o valor de seu trabalho não só permite que você cobre preços justos por seus produtos e serviços, mas também aumenta sua autoestima e confiança como criador. Este artigo explorará vários aspectos que podem ajudá-lo a determinar seu valor como artista e a comunicá-lo com eficácia aos possíveis compradores e ao mercado.

Nos últimos dois ou três anos, conversei com muitos mestres e descobri um padrão que distingue os mestres bem-sucedidos dos malsucedidos.

Os mestres mais requisitados conhecem seu valor intrínseco e sabem como falar sobre ele de forma inteligente. E os artesãos talentosos que ganham uma ninharia geralmente não se valorizam e não apreciam seu trabalho.

Como saber seu valor como artista?

  • Abrace sua habilidade e paixão artísticas: A arte feita à mão é uma mistura única de habilidade, criatividade e paixão. Reconheça a habilidade que você traz para cada trabalho artístico que cria. Entenda que seu talento e dedicação tornam suas criações valiosas e dignas de reconhecimento.
  • Avalie seu trabalho: A originalidade diferencia suas peças feitas à mão dos itens produzidos em massa. Cada uma de suas criações carrega um toque de sua identidade artística, tornando-as únicas. Essa originalidade aumenta o valor do seu trabalho e o torna desejável para entusiastas da arte e consumidores que buscam algo diferenciado.
  • Considere a quantidade de tempo e esforço investidos: Criar arte requer tempo, esforço e atenção meticulosa aos detalhes. Considere a quantidade de tempo que você investe em cada peça e o nível de habilidade envolvido. Reconhecer sua dedicação ao trabalho o ajuda a determinar um preço justo que reflita o valor de seus esforços.
  • Pesquise o mercado e entenda a demanda: Para determinar seu valor como artista artesanal, é fundamental familiarizar-se com o mercado e entender a demanda por sua especialidade. Pesquise produtos semelhantes e suas faixas de preço, considerando fatores como materiais usados, complexidade e qualidade geral. Esse conhecimento permitirá que você defina preços competitivos e, ao mesmo tempo, reconheça o valor do seu próprio trabalho.
  • Crie uma rede de apoio: Cerque-se de uma comunidade solidária de colegas artistas, mentores e amigos que entendam os desafios e as recompensas de ser um artista feito à mão. Participe de workshops, participe de eventos e busque reconhecimento em comunidades ou revistas de arte. Esse apoio e reconhecimento contribuem para a autoestima e o valor percebido de sua obra de arte.
  • Aproveite a mídia social e as plataformas on-line: Na era digital de hoje, as plataformas de mídia social oferecem uma excelente oportunidade para exibir sua arte, alcançar um público mais amplo e se conectar com possíveis compradores. Utilize essas plataformas para exibir suas criações exclusivas, compartilhar seu processo criativo e interagir com entusiastas da arte. A presença e o envolvimento on-line eficazes podem aumentar significativamente o reconhecimento e o valor de seu trabalho.
  • Não se venda por pouco: Pode ser tentador cobrar menos pelo seu trabalho, especialmente quando se está começando ou não se sente seguro de seu valor. Entretanto, a subvalorização constante de seus produtos pode prejudicar sua autoestima e impedir seu progresso como um artista artesanal bem-sucedido. Lembre-se de que seu tempo, habilidade e criatividade merecem uma compensação justa. Tenha confiança no valor que você agrega ao mercado.

Compreensão de seu valor como artista

Seu valor como artista está no seguinte:

  • O valor de seu produto ou serviço
  • Seu valor intrínseco como pessoa

Por alguma razão, ao criar sua marca pessoal criativa, muitas pessoas se concentram no primeiro ponto e se esquecem do segundo, pensando que ele não é importante.

Mas na era da personalização e da comunicação pessoal com o proprietário do projeto, a ênfase no valor da pessoa se torna muito mais importante.

O valor de seu produto ou serviço

Formule em cinco ou dez palavras quem você é e qual é o valor do seu projeto! Não de forma abstrata, não de forma simplificada, mas em categorias concretas. Teste essa frase com cem pessoas! E peça a elas que classifiquem sua descrição em uma escala de 10 pontos.

Exemplo. Meu nome é Sara. Sou uma estrela criativa e dirijo um blog. Ajudo pessoas criativas a monetizar seu talento criando e ampliando uma marca inovadora.

Exemplo ruim: Crio joias exclusivas para a beleza e a feminilidade, a fim de destacar a individualidade de cada garota (chata, chata).

Um bom exemplo: Sou um designer de joias criativo. Eu o surpreendo com minhas ideias. (Imediatamente, você quer saber quais ideias já o surpreenderam).

Exemplo ruim: Eu costuro vestidos formais para princesinhas para qualquer ocasião. (Um vestido bufante comum, do qual existem cerca de 100.500, e não há interesse em saber que tipo de vestidos são).

Um bom exemplo: Conheço as tendências da moda infantil e crio vestidos para meninas com estampas de sucesso incomuns. (Gostaria de perguntar quais estampas estão na moda no momento?)

Exemplo ruim: Adoro bordar e posso bordar qualquer coisa que possa ser bordada.

Um bom exemplo: Apaixonada por bordados e, principalmente, por técnicas 3D. (Quero saber o que é bordado 3D?)

Você consegue sentir a diferença?

O poder de se posicionar como um especialista

Esse é o seu posicionamento como especialista em sua área, um artista ou designer, não apenas alguém que faz algo sob demanda (costura, tricô, bordado). Só com essa frase, você já deve despertar interesse em si mesmo! Envolva as pessoas em seu mundo criativo. E não importa - on-line ou off-line!

As pessoas tendem a acreditar no que ouvem sobre você; quanto mais brilhante for a sua apresentação, mais elas se lembrarão de você e da sua imagem. Tente criar uma descrição tão vívida e empolgante!

Atribuição 9. É um exercício simples que o ajudará (talvez não imediatamente) a decidir sobre sua ideia.

Responda às perguntas:

  • No que eu sou bom?
  • Por que as pessoas estão dispostas a me pagar?
  • Que tipo de trabalho me traz emoções positivas?

Você pode escolher uma ideia para testar na interseção dessas respostas. Descreva em cinco a dez palavras a essência de sua ideia. Tente selecionar uma descrição vívida e memorável.

6. Know Your Worth as a Craft Artist. How to Understand Your Value? - DarkOct02

Atribuição 10. Faça uma lista de blogueiros/projetos para os quais você oferecerá colaboração. Escreva um texto sobre a parceria. Reflita no texto sobre os benefícios que os parceiros receberão.

Lista de contas/empresas/blogueiros com os quais colaborar

6. Know Your Worth as a Craft Artist. How to Understand Your Value? - DarkOct02

Sua oferta de colaboração

6. Know Your Worth as a Craft Artist. How to Understand Your Value? - DarkOct02

Respostas